Motores para áreas classificadas

161110 - motores

Os motores elétricos, assim como outros equipamentos eletroeletrônicos, quando instalados em áreas classificadas, devem ser especificados considerando os fatores ambientais, isto é, as chamadas influências externas, como umidade e poeira, que se traduzem no Grau de Proteção IP e em outros requisitos específicos, como:

✹ Tipo de proteção: determinado em função da Zona, que, por sua vez, é consequência da frequência com que pode ocorrer a atmosfera explosiva no local.

✹ Grupo de explosividade: determinado em função da diferença de comportamento das substâncias presentes quanto à explosividade, como a energia mínima de ignição, velocidade de propagação da chama, etc.

✹ Classe de temperatura: determinada a partir da temperatura de autoignição do produto mais crítico presente no ambiente considerado.

“O desenho de classificação de áreas do local de instalação do motor deve ser usado como guia para especificação e, portanto, estar disponível, atualizado e completo, contendo informações de zona, grupo e classe de temperatura”, explica Ivo Rausch, diretor Técnico da Excede – Consultoria, Exame, Diagnóstico e Engenharia em Prevenção de Explosões e membro do subcomitê SC-31 – Atmosferas Explosivas do Cobei-ABNT.

Quando se tratam de motores elétricos para atmosferas explosivas, cada tipo de proteção possui características e aplicações específicas que devem ser observadas para a melhor adequação ao local e às condições de instalação.

Proteção da instalação

Nas instalações elétricas de áreas classificadas ou sujeitas a risco acentuado de incêndio ou explosões, devem ser utilizados dispositivos de proteção, como alarme e seccionamento automático, para prevenir sobretensões, sobrecorrentes, falhas de isolamento, aquecimentos ou outras condições anormais de operação.

No que tange aos dispositivos, a entrada de cabos nas caixas de ligação dos motores pode ser feita por prensacabos (em motores de menor potência e alimentados por cabos multipolares) ou por eletrodutos.

Cuidados com o aterramento

Os motores elétricos dispõem de terminal próprio para a conexão no interior da caixa de borne ou na base (pé ou flange) e devem ser conectados a um sistema de ligação equipotencial. Este pode incluir invólucros condutores ou dissipativos de equipamentos, condutores de proteção, eletrodutos metálicos, cabos com revestimentos metálicos, armadura com fios metálicos e partes metálicas de estruturas, mas não devem incluir condutores de neutro.

tabela

 

Fonte da imagem: http://revistapotencia.com.br/download/revista/edicao-129.pdf

Fonte: Revista Potência – edição 129